Cartão pré-pago e delivery elevam vendas da Pizza Hut

Postado em outubro 31, 2007 por E-Safe

Prestes a concluir a negociação com um novo sócio para alavancar sua expansão, a Pizza Hut na Grande São Paulo está colhendo os frutos de uma reestruturação iniciada há oito anos, quando a Internacional Restaurantes do Brasil (IRB) assumiu os pontos-de-venda como master-franqueada para a região.

No primeiro semestre do ano, o crescimento na receita foi de 23% em comparação ao mesmo período do ano passado, totalizando R$ 23 milhões. O lucro operacional saltou 85% no período, cifra que os acionistas internacionais da IRB preferem manter em sigilo. O mês mais forte do período foi maio, com alta de 45% nas vendas.

Estamos polindo a operação pouco a pouco, são várias ações se traduzindo em impactos positivos, diz Jorge Aguirre, diretor da IRB. Mas a estratégia para aumentar a rentabilidade sem elevar as despesas tem basicamente duas frentes: o serviço de entrega em domicílio (delivery) e a diversificação no cardápio, que aumenta o retorno de clientes aos restaurantes.

Nos últimos 12 meses, investimos R$ 800 mil em tecnologia do delivery e dobramos a área de cobertura de entregas, destaca Aguirre. Mesmo em apenas nove das 15 unidades Pizza Hut da região, o serviço já responde por 10% do faturamento. A meta é que represente, em seis meses, 40% da receita de cada unidade que presta o serviço.

O incremento no ardácpio, incluindo parceria com a Vivenda do Camarão para fornecimento de frutos do mar, aumentou o movimento das unidades em horário de almoço, alavancado também pelo lançamento do cartão Mais Pizza Hut, um pré-pago que acumula os chamados hut cashies, modelo semelhante ao utilizado pela marca nos Estados Unidos, para o consumo nos restaurantes.

É um cartão fidelidade e presente, que tem tido demanda principalmente de empresas para ceder aos seus funcio-nários, explica. Desde abril em todas as lojas, já foram emitidos 8 mil cartões pré-pagos, com tíquete médio de R$ 35. Até 2012, o plano de expansão da rede de restaurantes contempla a abertura de 24 novos restaurantes, o que totalizará 40 restaurantes Pizza Hut na Grande São Paulo.

Já este ano, a IRB quer inaugurar uma unidade no Morumbi. O foco principal da expansão agora são os restaurantes de casual dinning, que incluem serviço de entrega, afirma Aguirre. Para cada unidade, o investimento médio é de R$ 1,2 milhão. Já para pontos em praça de alimentação de shopping center, o outro formato da rede, o investimento é de R$ 700 mil. A praça de São Paulo responde atualmente por 35% do total de franquias no Brasil.

O reposicionamento da marca feito pela IRB implicava especialmente em transformar a rede de fast-food em uma rede de casual dinning, como Applebees e Outback Steakhouse. Desde que assumiu a rede, a IRB fez investimento de R$ 6 milhões, entre abertura, reforma e relocação de pontos.

Aguirre afirma que a negociação de sociedade para expansão da marca no estado deve ser finalizada até setembro. Pode incluir também a rede de cafeteria da IRB, a In Bocca al Luppo.

Deixe seu comentário